Notícias http://www.infraestrutura.mg.gov.br Mon, 23 May 2022 18:30:39 -0300 Joomla! - Open Source Content Management - Version 2.5.14 pt-br Contatos da Seinfra durante período de teletrabalho http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/2628-acesse-aqui-os-principais-contatos-da-seinfra-durante-periodo-de-teletrabalho http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/2628-acesse-aqui-os-principais-contatos-da-seinfra-durante-periodo-de-teletrabalho

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra), em atenção às recomendações do Ministério da Saúde e Secretaria do Trabalho em relação ao Coronavírus (Covid-19) e, em obediência ao Decreto Estadual nº 47.886, de 15 de março de 2020, está trabalhando em Regime Especial de Teletrabalho. Listamos, abaixo, alguns dos serviços prestados pela Seinfra e respectivos contatos durante este período:

Solicitações de imprensa:
imprensa@infraestrutura.mg.gov.br

Doação de vigas metálicas, bueiros e mata-burros: 
marcos.marcio@infraestrutura.mg.gov.br

Dúvidas sobre Planilha Preço Seinfra: 
rogerio.valle@deer.mg.gov.br

Prestação de contas convênios de saída: 
dpc@infraestrutura.mg.gov.br 

Celebração de convênios de saída: 
rafael.morais@infraestrutura.mg.gov.br 

Dúvidas e solicitações referentes ao Táxi Especial Metropolitano: 
stm.contratos@infraestrutura.mg.gov.br 

Assuntos relacionados à ferrovias e ao Plano Estratégico Ferroviário: 
ferrovias@infraestrutura.mg.gov.br

Solicitações e dúvidas referentes às obras públicas: 
debora.carmo@infraestrutura.mg.gov.br 

Dúvidas e solicitações referente a Parcerias e Concessões: 
parcerias@infraestrutura.mg.gov.br 

Assuntos relacionados à logística de transportes: 
concessoes@infraestrutura.mg.gov.br

Relações intragovernamentais: 
viviane.santos@infraestrutura.mg.gov.br 

Solicitações referentes ao Transporte Coletivo Intermunicipal e Metropolitano
site: www.deer.mg.gov.br/fale-conosco, e-mail: atendimento@der.mg.gov.br ou aplicativo MGApp / SEI-MG para empresas

]]>
Notícias Wed, 23 Dec 2020 05:04:54 -0200
Obras de acesso secundário a Itaúna, no Centro-Oeste mineiro, avançam na MG-431 http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3055-obras-de-acesso-secundario-a-itauna-no-centro-oeste-mineiro-avancam-na-mg-431 http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3055-obras-de-acesso-secundario-a-itauna-no-centro-oeste-mineiro-avancam-na-mg-431

Os moradores de Itaúna, no Centro-Oeste do estado, em breve vão ganhar mais segurança, conforto e mobilidade, com a conclusão do acesso secundário ao município.

Com 1.400 metros de extensão, o trecho conhecido como Trevo do Morro do Engenho é um sonho de mais de duas décadas para os itaunenses e para os motoristas que transitam na MG- 431, no trajeto entre Itaúna a Itatiaiuçu, rumo à rodovia Fernão Dias.

A intervenção conta com investimento de R$ 5,56 milhões e faz parte do Provias, maior pacote de obras rodoviárias da última década do Governo de Minas.

Provias
O Provias abrange a recuperação de estradas de Norte a Sul do estado, com investimentos da ordem de R$ 2 bilhões.

No total, serão 55 obras de recuperação funcional em 1.770 quilômetros da malha rodoviária e 44 empreendimentos pavimentações e construção de pontes, que somam cerca de 807 quilômetros.

Dos recursos destinados ao Provias, R$ 1,4 bilhão é originado do Acordo Judicial assinado com o objetivo de reparar danos decorrentes do rompimento das barragens da Vale S.A, que tirou 272 vidas e gerou uma série de impactos sociais, ambientais e econômicos na bacia do Rio Paraopeba e em todo o estado de Minas Gerais.

Além disso, cerca de R$ 120 milhões têm origem no Termo de Transação e de Ajustamento de Conduta (TTAC) firmado entre o Governo de Minas e a Fundação Renova. O restante é fruto de convênios e emendas parlamentares estaduais e federais, parcerias com empresas e convênios com prefeituras.

]]>
Notícias Mon, 23 May 2022 08:17:56 -0300
Melhoramento e pavimentação do Contorno de Minas Novas, no Vale do Jequitinhonha, atinge 40% de serviços executados http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3052-melhoramento-e-pavimentacao-do-contorno-de-minas-novas-no-vale-do-jequitinhonha-atinge-40-de-servicos-executados http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3052-melhoramento-e-pavimentacao-do-contorno-de-minas-novas-no-vale-do-jequitinhonha-atinge-40-de-servicos-executados

A espera de quase duas décadas pelo encabeçamento da ponte sobre o rio Fanado, em Minas Novas, no Vale do Jequitinhonha, finalmente vai acabar. A construção do Contorno do município, com 1,2 quilômetros de extensão, atingiu um avanço de quase 40% de serviços executados.

A obra, feita em parceria com a prefeitura de Minas Novas, é mais uma contemplada pelo Provias, maior pacote de obras rodoviárias da última década do Governo de Minas. Serão investidos cerca de R$ 3,18 milhões.

Atualmente, os trabalhos das equipes do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) estão concentrados nos serviços de contenção do aterro. Posteriormente, serão executadas a drenagem e as lajes de transição para ligar o pavimento à ponte.

Após concluído, o contorno de Minas Novas vai retirar das ruas estreitas e íngremes do centro histórico do município o tráfego de veículos de carga, que tem causado enormes transtornos para população e condutores.

Provias
Com investimentos da ordem de R$ 2 bilhões, o Provias vai requalificar trechos da malha mineira com obras de pavimentação, construção de pontes e recuperação funcional das rodovias.

Serão 99 intervenções em rodovias de todas as regiões do estado.

Os recursos para as obras são oriundos do Termo de Reparação assinado com a Vale em decorrência do rompimento da barragem de Brumadinho, do Termo de Transação e de Ajustamento de Conduta (TTAC) firmado entre o Governo de Minas e a Fundação Renova, além de convênios e emendas parlamentares estaduais e federais, parcerias com empresas e convênios com prefeituras.

]]>
Notícias Fri, 20 May 2022 07:05:56 -0300
Governo de Minas concede estádio do Mineirinho à iniciativa privada http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3054-governo-de-minas-concede-estadio-do-mineirinho-a-iniciativa-privada http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3054-governo-de-minas-concede-estadio-do-mineirinho-a-iniciativa-privada

O estádio Jornalista Felipe Drummond, o Mineirinho, foi concedido à iniciativa privada, em sessão pública de licitação realizada na tarde desta quinta-feira (19/5), na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte.

O consórcio vencedor DMDL/Progen poderá explorar o espaço pelo prazo de 35 anos e será responsável pela reforma completa da estrutura, bem como sua conservação e gestão do equipamento.

A previsão da empresa é de que durante todo o período da concessão sejam investidos cerca de R$150 milhões. Desse total, R$ 41 milhões deverão ser destinados à reforma do imóvel, que vai ocorrer logo nos primeiros dois anos de contrato.

Além disso, a concessionária pagará, ao longo dos 35 anos, um valor sobre as receitas que forem obtidas com a gestão do estádio. O contrato prevê o pagamento de outorga variável de 2% da receita bruta. Esse montante será aumentado em 1% a cada 5 anos de contrato vigente. Caso a concessionária não cumpra os indicadores de desempenho, os valores de outorga passam a ser de 4% no início do contrato, chegando a 9% ao final.

O secretário de Infraestrutura e Mobilidade, Fernando Marcato, comemorou o sucesso da licitação, que vai permitir com que o estádio volte a ter notoriedade como um dos maiores espaços multiuso no Brasil.

“O Mineirinho é o maior estádio coberto do Brasil. Felizmente, ele agora vai ser operado de maneira decente, com as reformas que ele precisa, colocando Belo Horizonte em definitivo nos grandes circuitos de shows e eventos esportivos do país” completou.

Vale lembrar que, mesmo após a concessão, o Estado de Minas Gerais continuará sendo o proprietário do Mineirinho. Apenas a gestão, manutenção e exploração serão realizadas por uma empresa privada, pelo prazo de 35 anos, mediante a obrigação do concessionário de realizar investimentos de reforma e ampla modernização do imóvel.

Pampulha
A concessão do Mineirinho também vai contribuir para atração de novos negócios para região da Pampulha.

Em 2021, o Aeroporto da Pampulha, também foi concedido pelo Governo de Minas à iniciativa privada, e agora os dois equipamentos poderão formar um hub de turismo e investimento.

O estádio do Mineirinho está localizado próximo ao Conjunto Arquitetônico da Pampulha (Museu de Arte Moderna, Casa do Baile e Igreja São Francisco) e também de outro importante equipamento esportivo, o Estádio Governador Magalhães Pinto (Mineirão).

Melhorias
Entre os benefícios esperados estão a ampliação e qualificação dos serviços ofertados no Mineirinho, entre os quais estão oportunidades de convivência, cultura, lazer, entretenimento e integração da comunidade local. Espera-se, ainda, a qualificação e valorização da área, com ampliação das condições de segurança.

Também é obrigação da concessionária valorizar a vocação esportiva do ginásio, por meio da revitalização da quadra, onde são realizados os jogos. O edital também exige que o nome original do estádio seja mantido pela gestão privada.

Sobre o Mineirinho
Localizado no coração da Pampulha, região de Belo Horizonte cujo conjunto arquitetônico foi considerado Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco, o Mineirinho foi inaugurado em 1980, como maior ginásio coberto do Brasil. O imóvel possui área construída de 56 mil m², distribuídos em 9 níveis, e capacidade para o recebimento de aproximadamente 20 mil pessoas. Além disso, o local conta com mais de 75 mil m² de área externa.

]]>
Notícias Thu, 19 May 2022 13:38:00 -0300
Governo de Minas publica edital para construção de pontes na MG-202, entre Pintópolis e Urucuia, no Norte de Minas http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3053-governo-de-minas-publica-edital-para-construcao-de-pontes-na-mg-202-entre-pintopolis-e-urucuia-no-norte-de-minas http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3053-governo-de-minas-publica-edital-para-construcao-de-pontes-na-mg-202-entre-pintopolis-e-urucuia-no-norte-de-minas

O Governo de Minas, por meio do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem (DER-MG), publicou, na quarta-feira (18/05), o edital de licitação para contratação da empresa que construirá três pontes na rodovia MG-202, trecho Pintópolis-Urucuia, no Norte de Minas.

As três edificações complementam as obras de melhoramentos e pavimentação asfáltica da MG-402, no trecho de 73,14 km entre os dois municípios.

As novas pontes substituirão estruturas provisórias que foram instaladas no lugar de antigas estruturas de madeira, danificadas pelas chuvas em anos anteriores.

A primeira ponte estará sobre o Ribeirão das Pedras, no km 358,9, a segunda sobre o Riacho da Gameleira, no km 366,2 e a última sobre o Riacho das Tabocas, no km 373,3.

O custo estimado da obra será de R$6 milhões para a execução das três pontes, que serão erguidas simultaneamente.

Benefícios
As obras no trecho Pintópolis-Urucuia vão criar um novo acesso que integrará a região Norte e Noroeste de Minas, os vales do Jequitinhonha e Mucuri e o Sul da Bahia, facilitando o transporte de grãos, que é a base da economia da região. Além disso, a expectativa é que haja melhora na qualidade de vida da população dos dois municípios.

A abertura dos envelopes está prevista para o dia 14 de junho, a partir das 9 horas, na sede do DER-MG, na avenida dos Andradas, 1120, Centro, Belo Horizonte, 10º andar.

O edital e seus anexos podem ser obtidos no mesmo local, em horário comercial, no Diário Oficial do Estado ou no site do DER-MG.

]]>
Notícias Thu, 19 May 2022 07:54:42 -0300
Mais da metade das obras de pavimentação da LMG-760 e da MG-320, no Vale do Rio Doce, já foram executadas http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3051-mais-da-metade-das-obras-de-pavimentacao-da-lmg-760-e-da-mg-320-no-vale-do-rio-doce-ja-foram-executadas http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3051-mais-da-metade-das-obras-de-pavimentacao-da-lmg-760-e-da-mg-320-no-vale-do-rio-doce-ja-foram-executadas

As obras de pavimentação das rodovias LMG-760 e MG-320 estão em estágio avançado. De um total de 57 quilômetros que serão executados, cerca de 33 quilômetros já foram concluídos pelo DER-MG. O investimento é da ordem de R$ 179 milhões.

Também estão em andamento os serviços de drenagem, terraplenagem e a construção de pontes ao longo do trecho, que vai da BR-262 ao entroncamento de São José do Goiabal e segue até o distrito de Cava Grande, em Marliéria, no Vale do Rio Doce.

As sinalizações horizontal e vertical estão sendo feitas por etapas, à medida que os trabalhos de pavimentação são concluídos.

Este é mais um segmento beneficiado pelo Provias, o maior pacote de melhorias rodoviárias da última década do Governo de Minas.

Quando concluídas, as rodovias vão favorecer as atividades econômicas da região, interligando cidades do Vale do Aço e da Zona da Mata Mineira, além de oferecer um acesso mais rápido ao Parque Estadual do Rio Doce.

Provias
Todas as regiões do estado estão sendo contempladas com obras do Provias, que tem por objetivo reverter a situação precária em que se encontram muitas rodovias mineiras, devido ao baixo investimento realizado por gestões anteriores na manutenção das estradas.

No total, serão 55 obras de recuperação funcional em 1.770 quilômetros da malha rodoviária e 44 empreendimentos pavimentações e construção de pontes, que somam cerca de 807 quilômetros.

Dos recursos destinados ao Provias, R$ 1,4 bilhão é originado do Acordo Judicial assinado com o objetivo de reparar danos decorrentes do rompimento das barragens da Vale S.A, que tirou 272 vidas e gerou uma série de impactos sociais, ambientais e econômicos na bacia do Rio Paraopeba e em todo o estado de Minas Gerais..

Além disso, cerca de R$ 120 milhões têm origem no Termo de Transação e de Ajustamento de Conduta (TTAC) firmado entre o Governo de Minas e a Fundação Renova. O restante é fruto de convênios e emendas parlamentares estaduais e federais, parcerias com empresas e convênios com prefeituras.

]]>
Notícias Wed, 18 May 2022 12:27:17 -0300
Governo de Minas garante implantação de ramal ferroviário e terminal integrador em Igarapé http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3050-governo-de-minas-garante-implantacao-de-ramal-ferroviario-e-terminal-integrador-em-igarape http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3050-governo-de-minas-garante-implantacao-de-ramal-ferroviario-e-terminal-integrador-em-igarape

O governador Romeu Zema participou na manhã desta terça-feira (17/5) do lançamento do Projeto Igarapé, que prevê a construção de ramal ferroviário e terminal integrador no município, como contrapartida para a renovação de concessão. Os investimentos previstos, a serem feitos pela empresa, são da ordem de R$ 800 milhões.

A implantação do empreendimento é fruto da negociação do Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra), junto ao governo federal, no contexto da renovação da concessão ferroviária da MRS Logística S/A., visando ao desenvolvimento das ferrovias no estado. A relevância do terminal para toda a região metropolitana foi analisada e chancelada por meio do Plano Estratégico Ferroviário (PEF), conduzido pela Seinfra.

Na cerimônia de lançamento, Zema ressaltou a relevância do terminal na geração de empregos. “Minas precisa avançar. Igarapé vai ter a satisfação de receber um grande ramal ferroviário, que vai gerar entre empregos diretos e indiretos 15 mil vagas, isso representa um impacto muito positivo na região”, enfatizou.

O ramal ferroviário, de aproximadamente 12 quilômetros de extensão, vai conectar Igarapé ao Ramal do Paraopeba, na altura do município de Brumadinho. O empreendimento vai contar com pátio de cruzamento, dois túneis, com um quilômetro de extensão, e sete viadutos.

O projeto também contempla o Terminal Integrador do Igarapé, que será construído em um terreno de 166 mil metros quadrados, às margens da BR-381, e conectado à malha da MRS Logística, com capacidade de movimentar cerca de 2 milhões de toneladas de cargas/ano, o que corresponde a 100 mil contêineres. O tempo estimado para consolidação do projeto são de dez anos.

Do ponto de vista econômico, social e ambiental, a implantação do ramal ferroviário e do terminal integrador devem gerar o aumento em mais de R$ 130 milhões na arrecadação de impostos, geração de 15 mil empregos, entre diretos e indiretos, e a redução de 2,3 trilhões de CO2 emitidos.

Conflitos Urbanos

Para além dos investimentos no município de Igarapé, no contexto da renovação de concessão ainda estão sendo garantidos investimentos na ordem de R$ 300 milhões, que serão aplicados na mitigação dos impactos da ferrovia com as comunidades que convivem com a operação ferroviária.

Em Minas, serão 18 municípios beneficiados com a construção de 12 viadutos, 66 quilômetros de vedação da linha férrea, 25 sinalizações ativas, 39 passagens em nível revitalizadas, 53 direcionadores de fluxo, além da construção de 2 passarelas de pedestres.

O secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade, Fernando Marcato, explicou que além de trabalhar na atração de investimentos para Minas no setor ferroviário, o Governo de Minas também está empenhando em equacionar os conflitos urbanos relacionados à implantação de ferrovias. “Todas as ferrovias que passam por dentro dos municípios geram problemas, necessidade de construção de pontes, de desvio de nível. O Governo de Minas mapeou junto às prefeituras todos esses conflitos urbanos e ofereceu ao governo federal para que isso pudesse ser equacionado nos processos das concessões ferroviárias” explicou.

Mais investimentos à vista

O Governo do Estado, por meio da Seinfra, vem discutindo agora o aporte de investimentos da renovação da concessão da Ferrovia Centro-Atlântica S/A - FCA, operada pela VLI Logística S/A., e que se encontra em tramitação federal. Minas Gerais concentra cerca de 50% dos 7.220 quilômetros de ferrovias sob a concessão da FCA.

O plano de negócios da concessionária está em discussão na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e deve contemplar investimentos na ordem de R$ 5 bilhões, dos quais Minas busca assegurar que boa parte seja investida na recuperação da malha ferroviária abandonada, como é o caso do trecho Lavras – Varginha, bem como o investimento em novos projetos, como a construção do ramal Pirapora – Unaí.

Plano Estratégico Ferroviário

O PEF foi entregue em julho de 2021 e faz parte de um amplo planejamento do Governo de Minas Gerais para o desenvolvimento ferroviário. Conduzido pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra) e acompanhamento da Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Belo Horizonte (ARMBH), o plano foi elaborado pela Fundação Dom Cabral (FDC) e patrocinado pela Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários (ANTF). A estratégia contou, ainda, com a parceria da Comissão Extraordinária Pró-Ferrovias da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

O Plano é um estudo formado por um portfólio de projetos priorizados, que partiu do diagnóstico do atual sistema e da identificação de demandas em todas as regiões do estado, para definir um horizonte de investimentos de curto, médio e longo prazos para transporte de passageiros e de cargas sobre trilhos.

]]>
Notícias Tue, 17 May 2022 14:49:47 -0300
Obra do Contorno Sul de Uberlândia é retomada pelo Governo de Minas e chega à fase de conclusão http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3049-obra-do-contorno-sul-de-uberlandia-e-retomada-pelo-governo-de-minas-e-chega-a-fase-de-conclusao http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3049-obra-do-contorno-sul-de-uberlandia-e-retomada-pelo-governo-de-minas-e-chega-a-fase-de-conclusao

As obras de complementação dos serviços de melhoramentos e pavimentação do Contorno Sul e adequação da rodovia MGC-455, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, foram reiniciados nesta segunda-feira (16/05) pelo Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG). Os investimentos são de R$20,78 milhões para finalização do trecho de 19km, dos quais 70% estão concluídos.

No local, homens e máquinas já executam os serviços de terraplanagem, em mais uma obra do Provias, maior pacote de obras rodoviárias da última década do Governo de Minas. O prazo para execução do contrato é de 240 dias consecutivos.

“Esta obra, iniciada há cerca de 30 anos, finalmente vai ser concluída em aproximadamente um ano e passará a beneficiar diretamente, com mais segurança e melhor fluidez do tráfego, cerca de 600 mil pessoas, ao evitar a circulação de veículos de carga ou em viagem de longa distância pelas ruas centrais de Uberlândia”, destaca o secretário de Infraestrutura e Mobilidade, Fernando Marcato.

Economia
O Anel Viário de Uberlândia tem uma função econômica estratégica porque conecta a produção do setor sucroalcooleiro de cidades próximas à BR-050, que corta o Triângulo Mineiro no sentido norte/sul, e por ela circulam cargas para estados de São Paulo, Goiás e Distrito Federal.

O diretor-geral do DER-MG, Robson Santana, avalia que o Contorno Rodoviário Sul de Uberlândia vai movimentar ainda mais a produtividade e a atração de investimentos para a cidade, que hoje se coloca entre 25 municípios com maior Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil.
“Os serviços complementares vão garantir a melhor fluidez do tráfego, sobretudo para o transporte das safras de grãos, e também consolidar a via como um importante corredor de escoamento da produção de álcool e frutas cítricas, muito cultivados no Triângulo e Goiás”, destaca.

Ponte
Na semana passada, foi autorizada o início das obras de complementação da construção de ponte sobre o rio Uberabinha, que terá 84 metros de comprimento, por 14,80 metros de largura, com investimento de R$ 4,5 milhões. A estrutura faz parte do trecho do Contorno Sul de Uberlândia.

]]>
Notícias Tue, 17 May 2022 13:37:29 -0300
Governo de Minas realiza licitação para concessão do Mineirinho na próxima quinta-feira (19/5) http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3048-governo-de-minas-realiza-licitacao-para-concessao-do-mineirinho-na-proxima-quinta-feira-19-5 http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3048-governo-de-minas-realiza-licitacao-para-concessao-do-mineirinho-na-proxima-quinta-feira-19-5

O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra), realiza na próxima quinta-feira (19/5) a licitação para concessão do Estádio Jornalista Felipe Drummond, o Mineirinho. A licitação, na modalidade concorrência internacional, está marcada para as 14h, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte.

A empresa vencedora do certame poderá explorar o espaço pelo prazo de 35 anos e será responsável pela reforma completa da estrutura, bem como sua conservação e gestão durante todo período de contrato. Com a concessão, o estado deixará de gastar 2 milhões por ano com a manutenção do Mineirinho.

Como obrigação, a empresa vencedora do processo licitatório terá que investir cerca de R$ 41 milhões na reforma no imóvel nos dois primeiros anos, além da constante manutenção, ao longo dos 35 anos de concessão, que ultrapassam a soma de R$ 132 milhões.

Vale lembrar que, mesmo após a concessão, o Estado de Minas Gerais continuará sendo o proprietário do Mineirinho. Apenas a gestão, manutenção e exploração serão realizadas por uma empresa privada, pelo prazo de 35 anos, mediante a obrigação do concessionário de realizar investimentos de reforma e ampla modernização do imóvel.

Melhorias

Entre os benefícios esperados estão a ampliação e qualificação dos serviços ofertados no Mineirinho, entre os quais estão oportunidades de convivência, cultura, lazer, entretenimento e integração da comunidade local. Espera-se, ainda, a qualificação e valorização da área, com ampliação das condições de segurança.

Também é obrigação da concessionária valorizar a vocação esportiva do ginásio, por meio da revitalização da quadra, onde são realizados os jogos. O edital também exige que o nome original do estádio seja mantido pela gestão privada.

Licitação

As empresas concorrentes passarão por habilitação jurídica, trabalhista e fiscal. Entre as qualificações técnicas exigidas estão a experiência prévia na operação de empreendimento esportivo, turístico, comercial ou de lazer e entretenimento, continuamente, pelo período mínimo de um ano, com capacidade de atender, no mínimo, seis mil pessoas concomitantemente, o que correspondente a aproximadamente 30% da
capacidade do Mineirinho.

Outra exigência será a comprovação da realização prévia de investimentos de, no mínimo, R$ 12.340.977,30 em empreendimento de infraestrutura, com recursos próprios ou de terceiros.

Sobre o Mineirinho

Localizado no coração da Pampulha, região de Belo Horizonte cujo conjunto arquitetônico foi considerado Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco, o Mineirinho foi inaugurado em 1980, como maior ginásio coberto do Brasil. O imóvel possui área construída de 56 mil m², distribuídos em 9 níveis, e capacidade para o recebimento de aproximadamente 20 mil pessoas. Além disso, o local conta com mais de 75 mil m² de área externa.

]]>
Notícias Tue, 17 May 2022 08:34:59 -0300
Rodovia MG-409, no Vale do Mucuri, recebe recuperação funcional http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3047-rodovia-mg-409-no-vale-do-mucuri-recebe-recuperacao-funcional http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3047-rodovia-mg-409-no-vale-do-mucuri-recebe-recuperacao-funcional

As equipes de trabalho do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) já executaram mais de 10% das obras de recuperação funcional na MG-409, no trecho que vai do entroncamento da BR-116 a Pavão, no Vale do Mucuri.

Ao todo, são 76,3 Km que passarão por melhorias, conforme previsto no pacote de obras do Provias, o maior conjunto de ações na área rodoviária da última década do Governo de Minas.

Em alguns trechos a base da rodovia está sendo refeita, reciclando o pavimento antigo com adição de brita e cimento, para em seguida receber nova capa de asfalto.

Os recursos, no valor de R$ 51,93 milhões, já estão garantidos.

MG-409

Provias
Com mais de R$ 2 bilhões em investimentos, o Provias vai requalificar trechos da malha mineira com obras de pavimentação, construção de pontes e recuperação funcional das rodovias.

O programa também trará reflexos econômicos positivos para o estado. A expectativa é que sejam gerados 8 mil empregos diretos e 24 mil indiretos com a execução das obras.

O Acordo judicial visa reparar os danos decorrentes do rompimento das barragens da Vale S.A, que tirou 272 vidas e gerou uma série de impactos sociais, ambientais e econômicos na bacia do Rio Paraopeba e em todo o Estado de Minas Gerais.

]]>
Notícias Mon, 16 May 2022 08:56:06 -0300
Governador dá ordem de início para obras na LMG-680, no Noroeste mineiro http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3046-governador-da-ordem-de-inicio-para-obras-na-lmg-680-no-noroeste-mineiro http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3046-governador-da-ordem-de-inicio-para-obras-na-lmg-680-no-noroeste-mineiro

 Realização das obras permitirá o melhoramento das condições de trafegabilidade de pessoas e transporte de produtos O governador Romeu Zema deu, nesta quinta-feira (12/5), a ordem de início das obras na LMG-680, rodovia localizada no município de Paracatu, na Região Noroeste, também conhecida como “Estrada de Entre Ribeiros”. O projeto integra o Provias, maior pacote de obras da última década, que foi lançado pelo Governo de Minas em abril de 2022.

A LMG-680 é a principal via de escoamento de toda a produção agropecuária da região. A realização das obras permitirá o melhoramento das condições de trafegabilidade de pessoas e transporte de produtos, minimizando ainda os riscos de acidentes.

"Essa obra é de fundamental importância porque está incluída em uma área que tem grande produção de milho, soja e feijão e esses produtos precisam ser transportados com agilidade e segurança. Estamos fazendo o possível para melhorar a infraestrutura da região porque só assim vamos conseguir o desenvolvimento. O Provias é um marco em Minas com a recuperação de 2.500 quilômetros da malha mineira. As rodovias de Minas, a partir deste ano, ao invés de estarem piorando como vinha acontecendo, passarão a melhorar. Teremos cada vez menos rodovias classificadas como ruins e passaremos a ter rodovias classificadas como adequadas, seguras e que não causam transtornos para quem usa", afirmou Zema.

Ao todo, serão R$ 45 milhões investidos. Desse total, R$ 25 milhões são recursos do Estado provenientes do Termo de Reparação assinado com a Vale após o rompimento da barragem em Brumadinho. Outros R$ 20 milhões são fruto de convênio assinado entre o Governo do Estado, a Prefeitura de Paracatu e a Associação dos Beneficiários da LMG-680.

"Há 40 anos esperamos ouvir a ordem de início para as obras desta rodovia. Estamos falando de uma região que gera para o Estado mais R$150 milhões por ano com arrecadação de ICMS e que não conseguia produzir frutas, porque elas amassavam e perdiam o valor pra exportação. Temos certeza que com o asfaltamento da LMG-680 o desenvolvimento de Paracatu vai disparar", declarou o prefeito de Paracatu, Igor Santos.

O projeto prevê a pavimentação de 68 quilômetros e também a finalização da construção da ponte sobre o Rio Paracatu, paralisada desde 2014. No próximo mês, a empresa vencedora da licitação começa a montagem do canteiro de obras e, em julho, as máquinas já estarão operando na pista. A previsão do convênio entre o Estado e a prefeitura é que os trabalhos sejam entregues até dezembro de 2023.

Trecho da LMG-680, em Paracatu, que passará por intervenções do Provias

Provias
Além da Estrada de Entre Ribeiros, trechos em outras quatro rodovias na região passarão por melhorias, somando 186 quilômetros recuperados. Para isso, serão investidos R$ 57 milhões com recursos do Acordo da Vale.

As obras ocorrerão na MG-188, entre Paracatu e Guarda Mor e entre Guarda Mor e Coromandel, na LMG-740, no entroncamento da MG-410 e Lagoa Grande, e na MG410, entre Bela Vista e o entroncamento com a MG-354. Elas estão com ordem de início previstas para maio e junho deste ano.

Com mais de R$ 2 bilhões em investimentos, o Provias vai requalificar trechos da malha mineira com obras de pavimentação, construção de pontes e recuperação funcional das rodovias.  

O programa também trará reflexos econômicos positivos para o estado. A expectativa é que sejam gerados 8 mil empregos diretos e 24 mil indiretos com a execução das obras.

O Acordo judicial visa reparar os danos decorrentes do rompimento das barragens da Vale S.A, que tirou 272 vidas e gerou uma série de impactos sociais, ambientais e econômicos na bacia do Rio Paraopeba e em todo o Estado de Minas Gerais.

Atração de investimentos
Também em Paracatu, o governador Romeu Zema acompanhou a assinatura do acordo de cooperação internacional entre a empresa chinesa LongPing High-Tech e a Prefeitura de Paracatu para a construção do Parque Industrial de Ciência Agrícola China-Brasil. O local irá abrigar empresas de tecnologia e promete ser um espaço diversificado, com inúmeras oportunidades de desenvolvimento para o município e o estado de Minas Gerais.

Além da transformação do município em um polo agroindustrial, o novo complexo prevê a geração de empregos e diversos negócios que irão movimentar a economia local. O acordo também possibilitará a entrada de novas empresas chinesas, que enxergam o Brasil como um bom lugar para se investir.

Fotos: Dirceu Aurélio / Imprensa MG

]]>
Notícias Fri, 13 May 2022 05:32:01 -0300
Governo de Minas define reajuste do transporte intermunicipal com percentual abaixo do reivindicado por empresas http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3045-governo-de-minas-define-reajuste-do-transporte-intermunicipal-com-percentual-abaixo-do-reivindicado-por-empresas http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3045-governo-de-minas-define-reajuste-do-transporte-intermunicipal-com-percentual-abaixo-do-reivindicado-por-empresas

O reajuste anual do valor das passagens do transporte coletivo rodoviário intermunicipal começa a valer a partir de zero hora da próxima segunda-feira (16/5). As empresas que operam o sistema solicitaram à Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra) um reajuste de 20%, no entanto o pleito foi negado. Para 2022, o índice autorizado foi de 17,54% para as linhas que operam no asfalto e de 16,84% para as linhas que circulam em estradas não pavimentadas. A resolução que trata do reajuste foi publicada no Diário Oficial de Minas Gerais, nesta sexta-feira (13/5).

A atualização das tarifas visa corrigir a defasagem dos valores ocorridos nos doze meses antecedentes aos estudos, considerando a variação dos preços de insumos tais como combustíveis, peças de reposição, manutenção, depreciação do veículo, tributos, remuneração da mão de obra, entre outros.

A título de exemplo, de acordo com dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), o Óleo Diesel acumula, nos últimos 12 meses, variação de 46,47%, e os pneus 25,39%.

Legislação
O reajuste anual das tarifas do transporte intermunicipal está previsto no Decreto nº 44.603/2007 (Regulamento do Serviço de Transporte Coletivo Rodoviário Intermunicipal e Metropolitano do Estado de Minas Gerais – RSTC) e nos contratos de concessão firmados para a prestação dos serviços. Os novos valores das passagens não incluem taxas de embarque em rodoviárias e pedágios.

Com a entrada em vigor da nova base tarifária, a passagem de menor valor passa a ser de R$ 4,35 (como, por exemplo, na linha entre Cambuí - Córrego Bom Jesus) e o maior valor passa para R$ 391,95 (no trecho Uberaba – Montes Claros).

Importante ressaltar que os valores da tabela estabelecem o patamar máximo que poderá ser cobrado e, conforme estabelecido na Resolução nº 22/2018, as concessionárias que prestam serviço de transporte coletivo rodoviário intermunicipal estão autorizadas a adotar tarifas promocionais em horários específicos, não sendo obrigatória a oferta da promoção em todas as poltronas de uma mesma viagem. Nos bilhetes de passagens adquiridos na promoção devem constar a inscrição “Tarifa Promocional”.

O Sistema Intermunicipal de Transporte de Passageiros abrange ônibus que circulam entre a capital e as cidades do interior e também as rotas entre cidades mineiras. Ao todo o sistema conta com uma frota de 3.277 veículos, que atualmente atendem a uma média mensal de 3,36 milhões de passageiros.

]]>
Notícias Thu, 12 May 2022 12:24:14 -0300
No Sul de Minas, rodovia LMG-883 recebe novo asfalto http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3044-no-sul-de-minas-rodovia-lmg-883-recebe-novo-asfalto http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3044-no-sul-de-minas-rodovia-lmg-883-recebe-novo-asfalto

O Provias, maior programa de obras rodoviárias da última década do Governo de Minas, está com obras em todas as regiões do Estado.

No Sul de Minas, por exemplo, a rodovia LMG-883, entre o entroncamento da MG-347 e Dom Viçoso, está passando por recuperação funcional.

O Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) já executa os serviços em vários pontos do trecho, que tem uma extensão total de 19,8 km. Somente neste segmento serão investidos R$ 10,76 milhões.

Provias
O Provias, lançado em 4/4 pelo Governo de Minas, tem como objetivo reverter a situação precária em que se encontram muitas rodovias mineiras devido ao baixo investimento realizado por gestões anteriores na manutenção das estradas.

O programa contará com R$ 2 bilhões em investimentos, que serão aplicados em 99 intervenções em rodovias de todas as regiões do estado.

Dos recursos destinados ao Provias, R$ 1,4 bilhão é originado do Acordo Judicial assinado com o objetivo de reparar danos decorrentes do rompimento das barragens da Vale S.A, que tirou 272 vidas e gerou uma série de impactos sociais, ambientais e econômicos na bacia do Rio Paraopeba e em todo o estado de Minas Gerais..

Além disso, cerca de R$ 120 milhões têm origem no Termo de Transação e de Ajustamento de Conduta (TTAC) firmado entre o Governo de Minas e a Fundação Renova. O restante é fruto convênios e emendas parlamentares estaduais e federais, parcerias com empresas e convênios com prefeituras.

]]>
Notícias Thu, 12 May 2022 10:22:00 -0300
Governo de Minas contratará projeto para construção de ponte em São Romão, no Norte de Minas http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3043-governo-de-minas-contratara-projeto-para-construcao-de-ponte-em-sao-romao-no-norte-de-minas http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3043-governo-de-minas-contratara-projeto-para-construcao-de-ponte-em-sao-romao-no-norte-de-minas

O Governo de Minas publicou, na última semana, o edital de licitação para contratação da empresa que vai elaborar o projeto de construção da ponte de São Romão, sobre o Rio São Francisco, no Norte de Minas.

A empresa será responsável por elaborar, também, o projeto de engenharia rodoviária para a pavimentação de acesso à nova ponte, em cerca de 5 quilômetros da rodovia MG-202.

A construção da ponte é uma antiga demanda da população de São Romão, que atualmente faz a travessia do Rio São Francisco por meio de balsas. A contratação faz parte do Provias, maior pacote de obras rodoviárias da última década.

Provias

O Provias vai contemplar outras 98 intervenções em rodovias de todas as regiões do estado. Ao todo, serão destinados R$ 2 bilhões em recursos, que vão permitir reverter a situação precária em que se encontram muitas rodovias mineiras devido ao baixo investimento realizado por gestões anteriores na manutenção das estradas.

Os recursos para as obras são oriundos do Termo de Reparação assinado com a Vale em decorrência do rompimento da barragem de Brumadinho, do Termo de Transação e de Ajustamento de Conduta (TTAC) firmado entre o Governo de Minas e a Fundação Renova, além de convênios e emendas parlamentares estaduais e federais, parcerias com empresas e convênios com prefeituras.

]]>
Notícias Wed, 11 May 2022 15:37:13 -0300
Obras do Provias são iniciadas em outras cinco rodovias mineiras http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3042-obras-do-provias-sao-iniciadas-em-outras-cinco-rodovias-mineiras http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3042-obras-do-provias-sao-iniciadas-em-outras-cinco-rodovias-mineiras

 Cinco novas ordens de início para obras incluídas no Provias, maior pacote de obras rodoviárias dos últimos dez anos, foram emitidas nesta terça-feira (10).

 As autorizações foram assinadas pelo secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade, Fernando Marcato e pelo diretor-geral do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais, Robson Santana e determina a execução de obras em diversas regiões de Minas. Com isso, as empresas já podem começar a mobilização e operários e máquinas para a realização dos serviços.

 As ações de recuperação funcional estão previstas na MG-338, entre Ibertioga e o distrito de Campolide, na região das Vertentes; na LMG-633, entre o trevo para a MG-401 até o distrito de Mocambinho, na região Norte de Minas.

 A zona da Mata foi contemplada com mais dois trechos: o primeiro na MGC-482, entre o entroncamento da MG-111, próximo à Carangola até Fervedouro e o outro na rodovia MG-111, trecho Manhumirim até o entroncamento com a BR-482, sentido Espera Feliz.

 A região Metropolitana de Belo Horizonte também vai receber melhorias com as obras na MGC-262, trecho Ponte sobre o Rio das Velhas até o entroncamento para a avenida José Cândido da Silveira.

 As cinco obras listadas representam um total de mais de 137 km a serem recuperados e se somam as outras 37 já em andamento, incluídas no pacote do Provias.

Mais avanços

 Além das cinco autorizações emitidas para o Provias, o Governo de Minas determinou o início das obras de estabilização de talude de aterro no Km 33 e contenção e desvio de eixo em um bueiro no Km 15 da MG-030, no trecho que liga Belo Horizonte a Nova Lima, como parte do programa Recupera Minas.

 Além disso, também foi dada a ordem de início da complementação da construção de ponte sobre o rio Uberabinha, que após a conclusão terá 84 metros de comprimento, por 14,80 metros de largura, com investimento de R$ 4,5 milhões. A ponte faz parte do trecho que também vai ser concluído do Contorno Sul de Uberlândia.

Provias

As ações do Provias se dividem em dois eixos: recuperação funcional, com objetivo de promover melhorias no pavimento das estradas em pior estado de conservação; e pavimentação e construção de pontes, com foco em viabilizar novas ligações entre importantes regiões de Minas Gerais.

As intervenções visam reverter a situação precária em que se encontram muitas rodovias mineiras devido ao baixo investimento realizado por gestões anteriores na manutenção das estradas.

No total, serão 55 obras de recuperação funcional em 1.770 quilômetros da malha rodoviária e 44 empreendimentos pavimentações e construção de pontes, que somam cerca de 807 quilômetros.

]]>
Notícias Tue, 10 May 2022 15:17:49 -0300
Recuperação da rodovia MG-190 avança no Triângulo Mineiro http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3041-recuperacao-da-rodovia-mg-190-avanca-no-triangulo-mineiro http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3041-recuperacao-da-rodovia-mg-190-avanca-no-triangulo-mineiro

A rodovia MG-190, uma das principais ligações do Triângulo Mineiro com o Alto Paranaíba, está passando por uma grande recuperação, no trecho entre Abadia dos Dourados ao entroncamento da BR-365 para Uberlândia.

As equipes do DER-MG já estão trabalhando na execução de serviços de drenagem, remendo profundo, fresagem e aplicação de nova capa asfáltica. Serão 58,3 km de rodovia totalmente recuperados.

Com investimento de mais de R$40 milhões, esta é mais uma melhoria contemplada pelo Provias, maior pacote de obras rodoviárias da última década do Governo de Minas.
MG-190
Provias
Lançado em 04 de abril pelo Governo de Minas, o Provias contará com R$ 2 bilhões que serão investidos em 99 intervenções em rodovias de todas as regiões do estado.

As intervenções visam reverter a situação precária em que se encontram muitas rodovias mineiras devido ao baixo investimento realizado por gestões anteriores na manutenção das estradas.

Os recursos para as obras foram obtidos a partir do Acordo Judicial firmado em decorrência do rompimento da barragem de Brumadinho, do Termo de Transação e de Ajustamento de Conduta (TTAC) firmado entre o Governo de Minas e a Fundação Renova, além de convênios e emendas parlamentares estaduais e federais, parcerias com empresas e convênios com prefeituras.

]]>
Notícias Tue, 10 May 2022 08:59:51 -0300
Provias completa um mês de lançamento com 37 obras já iniciadas http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3040-provias-completa-um-mes-de-lancamento-com-37-obras-ja-iniciadas http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3040-provias-completa-um-mes-de-lancamento-com-37-obras-ja-iniciadas

O Provias, maior pacote de obras rodoviárias da última década, completou, nessa quarta-feira (04/5), um mês de lançamento com 37 obras iniciadas, 16 a iniciar ainda em maio e outras 46 a iniciar nos próximos meses.

No total, serão 55 obras de recuperação funcional em 1.770 quilômetros da malha rodoviária e 44 empreendimentos pavimentações e construção de pontes, que somam cerca de 807 quilômetros.

Ao longo do mês, foram iniciadas a recuperação e a pavimentação mais de 900 km de rodovias e contemplam todas as regiões do estado. O balanço é da Secretaria Estado de Infraestrutura e Mobilidade e do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG).

“O Provias reflete o esforço desta gestão com a recuperação da nossa malha rodoviária, que há muito tempo não recebia investimentos desse porte”, avalia o Secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade, Fernando Marcato.

Destaques
Entre os trechos de destaque, estão os 30,4 km que ligam Couto de Magalhães de Minas à Diamantina, no Vale do Jequitinhonha, e os 82,5 km das rodovias MG-111 e AMG-2905, localizadas na Zona da Mata.

Já no Sul de Minas, seguem a todo vapor as obras de recuperação e de aumento da capacidade da rodovia MG-167, que liga Três Pontas a Varginha.

No Norte de Minas, já foram iniciadas a recuperação funcional do pavimento da MG-401, na ligação de Janaúba ao porto de Matias Cardoso. O trecho tem aproximadamente 140 quilômetros de extensão e contará com o investimento de mais de R$ 58 milhões.

Na região Central e na RMBH os destaques são as obras de pavimentação da MGC-262, trecho que liga Barão de Cocais a Caeté e o acesso ao Inhotim.

Na região do Triângulo e Alto Paranaíba, a população já acompanha as melhorias na MG-190, entre Abadia dos Dourados e o entroncamento da BR-365 para Uberlândia. Na mesma região, também avançam as obras na MGC-497, trecho BR-365/452, em Uberlândia, até o trevo da BR-153, no município de Prata.

No Centro Oeste do estado as obras na MG-431, acesso secundário de Itaúna com extensão de 1,4 km estão bem adiantadas.

Além de todas as intervenções citadas, o DER-MG segue com as obras de pavimentação de 57 km nas rodovias LMG-760. Localizados no Vale do Rio Doce, os trechos beneficiados vão da BR-262 ao entroncamento de São José do Goiabal e do entroncamento de São José do Goiabal até Cava Grande no Vale do Aço. Esta é uma importante via de acesso ao Parque Estadual do Rio Doce.
Rodovia LMG-760 - Vale do Rio Doce

Provias
Com mais de R$ 2 bilhões em investimentos, o Provias vai requalificar trechos da malha mineira com obras de pavimentação, construção de pontes e recuperação funcional das rodovias.  

Reflexos econômicos positivos também são esperados com a realização do Provias. A expectativa é que sejam gerados pelo menos 8 mil empregos diretos e 24 mil indiretos com a execução das obras.

]]>
Notícias Thu, 05 May 2022 05:46:20 -0300
DER-MG celebra, nesta quarta-feira (04/5), 76 anos de história http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3039-der-mg-celebra-nesta-quarta-feira-04-5-76-anos-de-historia http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3039-der-mg-celebra-nesta-quarta-feira-04-5-76-anos-de-historia

Olhar a linha do tempo do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) é constatar que ao longo de seus 76 anos de existência ele jamais deixou de ter um dia de atividade, seja ela realizada na construção e manutenção das vias e prédios públicos ou na fiscalização do transporte de bens e pessoas. Comemorar, nesta quarta-feira (04/5), o marco da criação do órgão é ter a certeza que muito se fez e que ainda há disposição para seguir cumprindo sua missão para com o povo de Minas Gerais.
 
Em Belo Horizonte, a programação do aniversário do DER-MG começa às 9 horas, na sede do órgão (av. dos Andradas 1120, Centro), com hasteamento das bandeiras, apresentação da Banda de Música da Polícia Militar de Minas Gerais e o início das atividades educativas do Departamento na campanha de 2022 do Movimento Maio Amarelo.

Para o diretor-geral do Departamento, Robson Santana, a história do DER-MG sempre esteve ligada aos inúmeros servidores e profissionais que se dedicaram na prática das atividades de projeto, construção, manutenção, operação de rodovias, segurança, educação para o trânsito, transporte de passageiros e, recentemente, na condução de projetos e construções das edificações e equipamentos públicos de Minas Gerais.

“Consciente do papel que deve desempenhar junto ao público, o DER-MG mantém o foco no aprimoramento dos padrões de eficiência, tecnologia, qualidade e segurança para os usuários, seguindo as metas da Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade”, acrescenta Robson Santana.

O secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade, Fernando Marcato, destaca que os trabalhadores do DER-MG assumiram mais um importante desafio EM 2022 que é de conduzir o maior pacote de obras rodoviárias da última década: o Provias. “Isso reforça a grandeza e a relevância dessa instituição para o desenvolvimento do Estado. São 76 anos de um trabalho que fez e faz a diferença na vida dos mineiros”, ressalta.
 
Provias
Com mais de R$ 2 bilhões em investimentos, o Provias vai requalificar trechos da malha mineira com obras de pavimentação, construção de pontes e recuperação funcional das rodovias.  

Reflexos econômicos positivos também são esperados com a realização do Provias. A expectativa é que sejam gerados pelo menos 8 mil empregos diretos e 24 mil indiretos com a execução das obras.

No total, serão 55 obras de recuperação funcional em 1.770 quilômetros da malha rodoviária e 44 empreendimentos pavimentações e construção de pontes, que somam cerca de 807 quilômetros.

História
Nos anos 20 do século passado, a construção e a conservação de estradas de rodagem eram de responsabilidade dos municípios, ficando para o Estado apenas as consideradas mais importantes.  Como primeira solução para resolver o problema foi criada a Inspetoria Geral de Estradas, subordinada à Secretaria de Viação e Obras Públicas.

Com a criação do Fundo Rodoviário Nacional pelo Governo Federal, em 1945, disponibilizando auxílio financeiro aos Estados, a criação de um departamento ou repartição de estradas de rodagem tornou-se inevitável. Nascia, então, em 04 de maio de 1946, o Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais, que seria o responsável pelo gerenciamento da parcela do Fundo Rodoviário Nacional que cabia ao estado de Minas Gerais.

Registros da época dão conta de que a rede rodoviária recebida pelo DER-MG era formada por estradas "carroçáveis" e/ou de "estiagem", pois somente podiam ser utilizadas durante o período seco. Tal situação só começou a mudar durante o governo de Juscelino Kubitscheck de Oliveira (1951-1954), quando coube ao DER-MG uma parcela considerável dos encargos previstos no programa de obras baseado no binômio " Energia e Transporte", lançado no período.

O orçamento do DER-MG, que entre 1950/1951 havia aumentado em 9,3%, foi acrescido em 282% entre 1951/1952, a fim de possibilitar a viabilização das obras e aquisição dos equipamentos necessários. Iniciaram-se, também, as pesquisas e ensaios técnicos de tipos de pavimentos econômicos, duráveis e resistentes adequados às rodovias de Minas Gerais.

Na década de 70, o órgão trabalhava na construção das estradas mineiras no mesmo ritmo que o "milagre econômico brasileiro" chegava ao seu apogeu. Na época, o DER-MG contava com 30 Coordenadorias Regionais que se reportavam diretamente ao diretor-geral, provocando uma sobrecarga em suas atribuições. Para equacionar a situação e adequar-se à nova realidade, diversos modelos estruturais administrativos foram implantados.

Através de empréstimos internacionais, o DER-MG manteve suas máquinas trabalhando nos anos 80. Apenas no Vale do Jequitinhonha foram implantadas mais de mil quilômetros de novas rodovias. As estradas vicinais receberam atenção especial com a construção de centenas de quilômetros de vias que possibilitaram o escoamento da produção agrícola e a integração de pequenas vilas e comunidades rurais aos centros regionais.

Nos anos 90, com a extinção da Transportes Metropolitanos - Transmetro, além do gerenciamento do transporte intermunicipal mineiro, o DER-MG passou a ser responsável também pelo gerenciamento do transporte coletivo na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O DER-MG chegou à essa década com uma estrutura operacional composta da Sede e de 40 Coordenadorias Regionais distribuídas por todas as regiões de Minas Gerais.

Em 2016, uma nova palavra é acrescentada ao nome do órgão, que passa a se chamar Departamento Edificações de Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais - DEER/MG, por ter incorporado a suas atividades, as funções e o corpo de servidores do Departamento de Obras Públicas de Minas Gerais - DEOP.

Com um corpo técnico altamente qualificado, composto por cerca de 1.000 servidores, o DER-MG está presente em toda Minas Gerais. Além de uma sede em Belo Horizonte, são 40 unidades em cidades polo mineiras desenvolvendo atividades relativas à edificação, construção e manutenção de estradas e rodovias, fiscalização, educação para a segurança no trânsito, bem como na elaboração, em consonância com as diretrizes estabelecidas pela Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra), estudos, pesquisas e projetos que visam melhorias no tráfego e no trânsito.

]]>
Notícias Wed, 04 May 2022 06:19:10 -0300
Rodovia MGC-367, entre Couto de Magalhães de Minas e Diamantina, recebe nova camada de asfalto http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3037-rodovia-mgc-367-entre-couto-de-magalhaes-de-minas-e-diamantina-recebe-nova-camada-de-asfalto http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3037-rodovia-mgc-367-entre-couto-de-magalhaes-de-minas-e-diamantina-recebe-nova-camada-de-asfalto

A rodovia MGC-367, no trecho que liga Couto de Magalhães de Minas a Diamantina, no Vale do Jequitinhonha, está ganhando uma nova camada de asfalto, em uma extensão de 30,4 quilômetros.

As obras fazem parte do Provias, maior pacote de recuperação rodoviária da última década do Governo de Minas. Somente neste segmento, serão investidos cerca de R$13 milhões.

No momento, as equipes do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) estão trabalhando nos serviços de reperfilamento, que vão nivelar e corrigir a pista. Na etapa final, o pavimento vai receber a pintura de novas faixas horizontais.

Provias
Além das obras na MGC-367, o Provias vai contemplar outras 98 intervenções em rodovias de todas as regiões do estado. Ao todo, serão destinados R$ 2 bilhões em recursos, que vão permitir reverter a situação precária em que se encontram muitas rodovias mineiras devido ao baixo investimento realizado por gestões anteriores na manutenção das estradas.

Para a região do Jequitinhonha estão previstas 8 obras, que juntas somam mais de 221 quilômetros e investimentos da ordem de R$ 116 milhões.

Os recursos para as obras são oriundos do Termo de Reparação assinado com a Vale em decorrência do rompimento da barragem de Brumadinho, do Termo de Transação e de Ajustamento de Conduta (TTAC) firmado entre o Governo de Minas e a Fundação Renova, além de convênios e emendas parlamentares estaduais e federais, parcerias com empresas e convênios com prefeituras.

]]>
Notícias Tue, 03 May 2022 10:39:24 -0300
Concessionária vencedora de licitação assume operação do Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3038-concessionaria-vencedora-de-licitacao-assume-operacao-do-aeroporto-da-pampulha-em-belo-horizonte http://www.infraestrutura.mg.gov.br/transparencia-publica/servidores/stories/3038-concessionaria-vencedora-de-licitacao-assume-operacao-do-aeroporto-da-pampulha-em-belo-horizonte

O Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, que foi concedido pelo Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra), começou a ser operado oficialmente pela empresa CCR Aeroportos no domingo (1/5).

O aeroporto foi concedido à CCR pela outorga fixa de R$ 34 milhões em outubro de 2021, por meio de sessão pública na Bolsa de Valores (B3), em São Paulo. O contrato de concessão foi assinado em fevereiro deste ano e prevê serviços de operação e conservação pelo prazo de 30 anos, com investimentos previstos de R$ 151 milhões nesse período.

"A partir de agora o Aeroporto da Pampulha passará a receber todas as melhorias que merece, o que vai beneficiar de forma geral toda a região. O Estado acompanhará de perto esse movimento, e acredito que em breve o terminal já estará em um novo patamar de qualidade", avalia o Secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade, Fernando Marcato.

Melhorias
As primeiras ações da CCR Aeroportos serão na requalificação da infraestrutura, na sinalização, pintura, aplicação de nova identidade visual, higiene e limpeza, entre outros serviços que serão percebidos de maneira mais imediata pelos clientes. Simultaneamente à operação e às primeiras intervenções, relacionadas às obrigações previstas no contrato de concessão, a empresa começa agora a refinar os cronogramas e projetos de investimentos. A companhia também já está em contato com parceiros, analisando oportunidades para a viabilização de oportunidades e negócios.

Sobre o Aeroporto da Pampulha
O Aeroporto da Pampulha atende, atualmente, ao tráfego de aeronaves da aviação executiva e da aviação geral, sendo um dos principais polos de manutenção de aeronaves e helicópteros do país.

Há em funcionamento quase 30 hangares, de diversas empresas. Nos últimos cinco anos, a média anual no aeroporto foi de 323,9 mil passageiros transportados e movimentação de 41,5 mil aeronaves.

A estrutura está instalada em uma área de quase dois milhões de metros quadrados, na Pampulha, a cerca de oito quilômetros do Centro de Belo Horizonte e conectada a importantes eixos viários, além de estar próxima de grande parte de equipamentos públicos como o Conjunto Arquitetônico da Pampulha (Museu de Arte Moderna, Casa do Baile e Igreja São Francisco), o Estádio Governador Magalhães Pinto (Mineirão), o Ginásio do Mineirinho, a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), a Fundação Zoobotânica e vários parques ecológicos.

]]>
Notícias Tue, 03 May 2022 04:42:07 -0300